Um mundo sem volta

A internet surgiu em plena guerra fria, na década de 1960, como estratégia de comunicação entre as nações consideradas as grandes potências da época, porém o mais otimista dos seus idealizadores talvez não imaginou a proporção que esse novo meio de comunicação iria tomar. No entanto, foi por interesses comerciais que nos anos 90 a internet teve seu “boom” de crescimento e de lá pra cá a adesão a esse novo e interessante meio de comunição se tornou praticamente incontrolável e por muitos considerados um “mundo sem volta”.

Outro dia em uma palestra sobre riscos da internet, a um público constituído na sua maioria de adolescentes, eu fiz a seguinte pergunta, :

– O que você faria se, hoje, a internet deixasse de existir ?
A primeira resposta foi de uma adolescente de aproximadamente 15 anos e foi a seguinte :
– Eu morreria .
Essa resposta expressa, talvez de uma forma exagerada ou não, o vínculo que boa parte da população assumiu com a internet, um vínculo de dependência quase que total.
E o que as empresas dos dias atuais fazem quando perdem os seus links de conexão com a internet, mesmo que por poucos momentos ?
Por estar inserido, profissionalmente, neste meio e por ter vivenciado vários momentos como este dentro das organizações, eu posso emitir uma prévia da resposta :
– As empresas praticamente páram as suas atividades.
Podemos ver que tanto a necessidade expressada na resposta da adolescente, quanto as necessidades das empresas dos dias atuais nos leva alguns outros questionamentos :
Sem a internet, o que deixaria de funcionariar na sua vida ?
Em época em que a agilidade das informações é cada vez maior, como o mundo se comportaria se a internet parasse de funcionar ?

Responder questões como as do parágrafo acima se torna quase impossível por causa da dificuldade de mensurarmos alguns valores, o que podemos concluir é que temos mundos interligados e cada vez mais dependentes, o físico e o virtual, perdemos o limite onde termina um e começa o outro, as lojas são virtuais e ao mesmo físicas, as faculdades são virtuais e ao mesmo tempo físicas, as fontes de notícias, as fontes de pesquisas, as trocas de mensagens, as redes sociais, ouvir músicas, ver filmes, conversar com amigos, fazer negócios, investimentos, vender, comprar, divulgar, das mais simples à mais complexa das atividades, do pessoal ao profissional, como medir essa dependência ?

Há um ditado que diz : “ Não podemos voltar o tempo.”, esse ditado pode ser uma condição muito verdadeira quando tratamos da importância da internet no nosso dia a dia.

O que o mundo faria em uma, imaginável, falta de internet ?

Alguém se arrisca ?

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s