Comandos para manipular arquivos

[A história do Linux]*[ Segurança ]*[ Execução de Programas ]*[ Comandos de diretórios ]*
[ Comandos de arquivos ]*[ Comandos Diversos ]*[ Comandos de Rede ]*[ Comandos de contas ]*
[ Permissões ]*[ Gerenciamento de pacotes ]*[ Manutenção do sistema ]*[ Aplicativos para Linux ]*
[ Iptables ]*[ Instalação do Linux ]


Guia Foca GNU/Linux
Capítulo 7

Abaixo, comandos utilizados para manipulação de arquivos.


7.1 cat

Mostra o conteúdo de um arquivo binário ou texto.

cat [opções] [diretório/arquivo] [diretório1/arquivo1]

diretório/arquivo
Localização do arquivo que deseja visualizar o conteúdo.

opções
-n, –number
Mostra o número das linhas enquanto o conteúdo do arquivo é mostrado.

-s, –squeeze-blank
Não mostra mais que uma linha em branco entre um parágrafo e outro.

Lê a entrada padrão.

O comando cat trabalha com arquivos texto. Use o comando zcat para ver diretamente arquivos compactados com gzip.

Exemplo: cat /usr/doc/copyright/GPL


7.2 tac

Mostra o conteúdo de um arquivo binário ou texto (como o cat) só que em ordem inversa.

tac [opções] [diretório/arquivo] [diretório1/arquivo1]

diretório/arquivo
Localização do arquivo que deseja visualizar o conteúdo

opções
-s [string]
Usa o [string] como separador de registros.

Lê a entrada padrão.

Exemplo: tac /usr/doc/copyright/GPL.


7.3 rm

Apaga arquivos. Também pode ser usado para apagar diretórios e sub-diretórios vazios ou que contenham arquivos.

rm [opções][caminho][arquivo/diretório] [caminho1][arquivo1/diretório1]

onde:

caminho
Localização do arquivo que deseja apagar. Se omitido, assume que o arquivo esteja no diretório atual.

arquivo/diretório
Arquivo que será apagado.

opções
-i, –interactive
Pergunta antes de remover, esta é ativada por padrão.

-v, –verbose
Mostra os arquivos na medida que são removidos.

-r, –recursive
Usado para remover arquivos em sub-diretórios. Esta opção também pode ser usada para remover sub-diretórios.

-f, –force
Remove os arquivos sem perguntar.

— arquivo
Remove arquivos/diretórios que contém caracteres especiais. O separador “–” funciona com todos os comandos do shell e permite que os caracteres especiais como “*”, “?”, “-“, etc. sejam interpretados como caracteres comuns.

Use com atenção o comando rm, uma vez que os arquivos e diretórios forem apagados, eles não poderão ser mais recuperados.

Exemplos:

  • rm teste.txt – Apaga o arquivo teste.txt no diretório atual.
  • rm *.txt – Apaga todos os arquivos do diretório atual que terminam com .txt.
  • rm *.txt teste.novo – Apaga todos os arquivos do diretório atual que terminam com .txt e também o arquivo teste.novo.
  • rm -rf /tmp/teste/* – Apaga todos os arquivos e sub-diretórios do diretório /tmp/teste mas mantém o sub-diretório /tmp/teste.
  • rm -rf /tmp/teste – Apaga todos os arquivos e sub-diretórios do diretório /tmp/teste, inclusive /tmp/teste.
  • rm -f — –arquivo– – Remove o arquivo de nome --arquivo--.

7.4 cp

Copia arquivos.

cp [opções] [origem] [destino]

onde:

origem
Arquivo que será copiado. Podem ser especificados mais de um arquivo para ser copiado usando “Curingas” .

destino
O caminho ou nome de arquivo onde será copiado. Se o destino for um diretório, os arquivos de origem serão copiados para dentro do diretório.

opções
i, –interactive
Pergunta antes de substituir um arquivo existente.

-f, –force
Não pergunta, substitui todos os arquivos caso já exista.

-r
Copia arquivos dos diretórios e subdiretórios da origem para o destino. É recomendável usar -R ao invés de -r.

-R, –recursive
Copia arquivos e sub-diretórios (como a opção -r) e também os arquivos especiais FIFO e dispositivos.

-v, –verbose
Mostra os arquivos enquanto estão sendo copiados.

O comando cp copia arquivos da ORIGEM para o DESTINO. Ambos origem e destino terão o mesmo conteúdo após a cópia.

Exemplos:

cp teste.txt teste1.txt
Copia o arquivo teste.txt para teste1.txt.

cp teste.txt /tmp
Copia o arquivo teste.txt para dentro do diretório /tmp.

cp * /tmp
Copia todos os arquivos do diretório atual para /tmp.

cp /bin/* .
Copia todos os arquivos do diretório /bin para o diretório em que nos encontramos no momento.

cp -R /bin /tmp
Copia o diretório /bin e todos os arquivos/sub-diretórios existentes para o diretório /tmp.

cp -R /bin/* /tmp
Copia todos os arquivos do diretório /bin (exceto o diretório /bin) e todos os arquivos/sub-diretórios existentes dentro dele para /tmp.

cp -R /bin /tmp
Copia todos os arquivos e o diretório /bin para /tmp.


7.5 mv

Move ou renomeia arquivos e diretórios. O processo é semelhante ao do comando cp mas o arquivo de origem é apagado após o término da cópia.

mv [opções] [origem] [destino]

Onde:

origem
Arquivo/diretório de origem.

destino
Local onde será movido ou novo nome do arquivo/diretório.

opções
-f, –force
Substitui o arquivo de destino sem perguntar.

-i, –interactive
Pergunta antes de substituir. É o padrão.

-v, –verbose
Mostra os arquivos que estão sendo movidos.

O comando mv copia um arquivo da ORIGEM para o DESTINO (semelhante ao cp), mas após a cópia, o arquivo de ORIGEM é apagado.

Exemplos:

mv teste.txt teste1.txt
Muda o nome do arquivo teste.txt para teste1.txt.

mv teste.txt /tmp
Move o arquivo teste.txt para /tmp. Lembre-se que o arquivo de origem é apagado após ser movido.

mv teste.txt teste.new (supondo que teste.new já exista)
Copia o arquivo teste.txt por cima de teste.new e apaga teste.txt após terminar a cópia.


Guia Foca GNU/Linux

Versão 4.22 – domingo, 05 de setembro de 2010

Gleydson Mazioli da Silva gleydson@guiafoca.org

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s