Internet, a era da defensabilidade.

As grandes metrópoles estão vivendo dias cibernéticos e a utilização cada vez mais frenética dos recursos tecnológicos aumentam proporcionalmente todas as ameaças inerentes ao meio.

Conceitos de segurança da informação: A ameaça é inerente ao meio externo, ela existe independentemente da sua vontade e quando ela encontra uma vulnerabilidade que possa atacar, logo gera um risco, portanto ameça x vulnerabilidade formam o risco, isso quer dizer que quanto maior o nível de um dos dois elementos ou de ambos, maior será o risco. A vulnerabilidade na grande maioria das vezes, depende única e exclusivamente da nossa vontade.

Pois bem, navegar é preciso e isso é um fato nas grandes metrópoles levando em consideração a disseminação, auxílio e potencialização que a internet proporciona nos dias atuais, e para contextualizar o tema, dividirei o mundo cibernético em dois grupos principais: O grupo dos atacantes e o grupo dos atacados.
O grupo dos atacantes é considerado um grupo ativo, antenado, que dorme pouco e está sempre inovando para atacar, é constituído da grande minoria dos conectados à grande rede, mas parece ser a grande maioria quando levamos em conta o tamanho e o poder de intimidação que por muitas vezes consegue atingir o alvo com muita facilidade.

O grupo dos atacados se subdivide em : Os atacados ativos e os atacados passivos.

Os atacados ativos também são antenados, dormem pouco e estão sempre inovando pra se defender e contra atacar, os ativos formam a minoria dos atacados, estudam muito e a maioria das vezes conseguem êxito na proteção dos seus sistemas.
Os outros atacados são os passivos, eles formam a grande massa de navegadores da internet, são aqueles que normalmente conhecem as ameças, sabem que correm riscos mas não tem a mínima noção de suas vulnerabilidades ou simplesmente às ignoram, são inconsequentes, imprudentes ou imperitos e geralmente são os que mais sofrem as consequências dos ataques e por muitas vezes colocam em risco alguns sistemas que foram previamente protegidos pelos nossos tão esforçados atacados ativos.

Na internet, você pode ser atacado ou atacar e ser atacado, não existe o grupo que somente ataca. Portanto sempre deve haver defesa, mesmo que o ofício seja o ataque.

O seu perfil de acesso à internet se enquadra em qual grupo ?

Diante da ética que as profissões nos ensinam, não devemos ter o desejo de atacar, o que não nos tira a, quase, obrigação de saber nos defender.
Porém há um mundo através de um link de internet que é o mesmo mundo, com as mesmas pessoas que Jesus tanto deseja entregar a salvação e esse também deve ser o nosso desejo, portanto não devemos estar no grupo dos atacados passivos, pois os dias na internet também são maus e muitos são os caminhos online que sobrevém com malícias que querem tirar algo que nos pertence, seja senha de banco, número de cartão de crédito, tempo da família, tempo de Deus, bom comportamento, juízo, vidas e etc. É tempo de nos defender e pra isso precisamos de ferramentas que nos auxilie, são várias disponíveis como: os firewalls, antivirus, antitrojans, antispyware, filtros de conteúdo, analisadores de vulnerabilidades e etc, porém é tempo também de atacar com a Palavra de deus, oração, união da família, igreja, comunhão, evangelismo e etc. Poucos sabem usar essas armas e muitos precisam conhecê-las, pois o nível do risco que você correrá na internet estará diretamente relacionado ao seu comportamento diante dela.

Na era da defensabilidade online, ao contrário que muitos pensam, precisamos saber o mínimo de sistemas para cobrirmos as vulnerabilidades tecnológicas e o máximo da Palavra de Deus para cobrirmos as vulnerabilidades das nossas almas que moldam os comportamentos e através do Espírito Santo de Deus vem nos orientar à saber o peso que terá o próximo clique para o rumo de nossas vidas e para a salvação na vida de muitas pessoas.

Não seria difícil comprar a segurança para proteger os nossos bens materiais durante a navegação, porém o Espírito Santo de Deus não fica offline enquanto você está navegando na internet e os bens espirituais são muito mais importantes, em Provérbios 15:3 diz: “ Os olhos do SENHOR estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons .“, portanto temos que vigiar e orar.

Saiba se defender com tecnologia e deixe que o Espírito Santo de Deus guie seus passos, através disso contra ataque com a Palavra de Deus a exemplo de Jesus no deserto, pois em João 8:32 diz: “ E conhecereis a verdade e ela vos libertará.”

Na era da defensabilidade, seja ativo.

Nota : Defensabilidade é um termo muito utilizado na tecnologia da informação para abordar questões que envolvem defesa de sistemas de informação.

Anúncios

Um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s